Palavras do Prof. Hermógenes

Postado por Mariana Monteiro da Silva quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Lendo o livro "Autoperfeição com Hatha Yoga" do Professor Hermógenes, achei interessante dividir com vocês algumas consequências dos leitores que leram o livro do professor.

"Uma senhora em Olinda, até então neurotizada porque tinha uma filha retardada, fez as pazes com o mundo. Passou a ver a filha, não mais um entrave, porém um elemento que a Divindade lhe dera para, através do amor materno e da resignação, caminhar na estrada luminosa do espírito. Uma freira brasileira, beneficiada pelo livro, usa-o agora como guia para ensinar yoga a suas irmãs, numa comunidadeda Bélgica. Um jovem monge franciscano alcançou vivências mais profundas. Uma senhora de Porto Alegre que, devido a uma velha fobia, não mais saía sozinha de casa, libertou-se. Um senhor de 75 anos, gorducho e reumático, reduziu 20 cm na cintura e, sadio, hoje se põe de cabeça para baixo com uma facilidade invejável. Um adolescente, cujo pai recentemente praticara suicídio, recobrou o gosto pela vida. Humilde funcionário dos correios, em Natal, venceu a timidez neurótica e começou a viver. Também em Natal, um funcionário do Banco do Brasil, depois de muitos anos de diabetes que parecia invencível, acha-se radicalmente curado. Um viajante de laboratório farmacêutico, depois de libertar-se de um semiviver enfermiço, ao lado de sua maleta de amostras, hoje carrega aos médicos, um novo medicamento: um exemplar deste livro. Em Porto Alegre, um locutor esportivo melhorou sensivelmente a voz, e hoje não sente fadiga ao irradiar uma partida. No Rio de Janeiro, uma jovem inutilizada pela pólio restabeleceu considerável parte dos movimentos das pernas. Em Recife, uma senhora mãe de quatro filhos conseguiu evitar uma intervenção pulmonar já de data marcada e reequilibrou seu psiquismo. Em Campinas, um advogado neurótico reencontrou a harmonia que se rompera. Na mesma cidade um seu colega de profissão recuperou-se de uma poliartrite. No Rio, uma senhora libertou-se de uma dor de cabeça que durava oito anos e um engenheiro aposentado, de uma enxaqueca que o atormentava há cinquenta. Um funcionário do Ministério da Marinha, há muitos anos presa de uma obsessão erótica, triunfou sobre sua fraqueza. É hoje um homem livre. Não sei do número dos que venceram a insônia, a prisão de ventre, a asma, as arritmias cardíacas, a inércia hepática...
E quantos deixaram de ser martirizados por "bicos-de-papagaio"? E quantos puderam abandonar coletes de aço e coleiras? E quantos recobraram a vida-sorriso, a vida-coragem, a vida-luz?! Milhares, não sei quantos, se alforriaram do fumo, do álcool, das drogas. Muitos, mas muitos mesmo, ou quase todos que leram e praticaram este método experimentaram paz, conquistaram equanimidade, criaram coragem para viver, lutar e vencer.
Hoje milhares de pessoas bendizem o dia em que se iniciaram no yoga, como leitores e como pesquisadores de sua filosofia, onde encontraram um rumo para a existência, uma solução, um abrigo contra o desespero, um antídoto contra o medo, um caminho para o amor, para a luz, para o bem.
Todos aqueles que se harmonizaram com o Todo, por meio do yoga, conseguiram reorganizar suas vidas, sanear suas mentes e instalar saúde em seus nervos, vísceras, glândulas, músculos...
O mesmo vai acontecer com você. Esteja certo."

Boa prática!
_/\_ Namaste.

QUEM SOU EU?

Minha foto
Mariana Monteiro da Silva
Meu nome é Mariana, sou bacharel em Educação Física pela universidade Uirapuru Superior e pós graduada em Yoga pela FMU.
Meu primeiro contato com a filosofia aconteceu no período da faculdade, e pensei que além de apreciar o yoga como aluna, poderia passar adiante essa filosofia de vida. Ministro práticas há mais de cinco anos.
Sou vegetariana pelos animais desde então, e vejo o bem que fiz não só a eles, mas ao planeta também!

_/\_ Namaste.
Visualizar meu perfil completo

SEGUIDORES