Dia Nacional do Combate ao Câncer

Postado por Mariana Monteiro da Silva terça-feira, 27 de novembro de 2012

Criada há cerca de cinco mil anos no lugar onde hoje é a Índia, o yoga é uma filosofia de vida. Seu princípio fundamental é o de facilitar a conexão do corpo com a mente, entendidos como uma coisa única, indissociável. Para que isso seja possível, ela se apoia em recursos como a meditação, a respiração e a execução dos asanas, posturas corporais inspiradas em animais ou em outras referências da natureza.

Depois de desembarcar no Ocidente, a prática hoje ganhou o respeito da ciência e recebeu o direito de entrar pela porta da frente em alguns dos mais renomados serviços de saúde do planeta. 

Pesquisadores do MD Anderson Cancer Center-uma das principais instituições do planeta para o tratamento do câncer-apresentarão um trabalho no qual relatam como o yoga ajuda a tratar o câncer. No estudo, realizado com portadoras de tumor de mama submetidas a sessões de radioterapia, ficou comprovado que o método (yoga), além reduzir os níveis de cortisol, melhora o funcionamento do corpo em geral. Entre outros ganhos, as participantes demonstraram maior capacidade de execução de tarefas cotidianas, mas difíceis de ser efetuadas por causa da doença, como subir escadas ou dar uma volta no quarteirão. Também sentiram menos cansaço, dormiam melhor e ainda encontraram uma forma menos doída de lidar com seu drama particular.

No hospital A.C. Camargo na capital paulista e especializado no atendimento a pacientes com câncer, aulas de yoga começaram a ser adotadas. Elas acontecem uma vez por semana.
(Retirado da Revista ISTOÉ/ Junho de 2011)

A alimentação vegetariana pode prevenir o desenvolvimento do câncer. Há diversos estudos que demonstram que a prevenção está fortemente associada com a alimentação e o estilo de vida.

O consumo de carne vermelha e embutidos pode gerar um possível aumento do risco de câncer de cólon e reto-12 a 17% quando há consumo diário de 100 gramas e aumento de 49% quando há consumo diário de 25 gramas de embutidos) próstata, pâncreas e endométrio. O consumo de  ovos está associado ao aumento do risco de câncer de ovário. Laticínios podem aumentar o risco de câncer de próstata e ovário.

Há alguns estudos na literatura científica que compararam a mortalidade por câncer em vegetarianos e não vegetarianos. Estudo publicado em 1994, realizado na Alemanha comparando a mortalidade por câncer de 1904 vegetarianos com as taxas de mortalidade por câncer em onívoros chegou a conclusão de que um estilo de vida vegetariano com duração de mais de 20 anos está associado com a redução de mortalidade  de todos os tipos de câncer.

Leia outras pesquisas e mais sobre alimentação vegetariana como prevenção ao câncer neste link: http://www.medicovegetariano.com.br/problemas-de-saude/hipotireoidismo

Namaste.


QUEM SOU EU?

Minha foto
Mariana Monteiro da Silva
Meu nome é Mariana, sou bacharel em Educação Física pela universidade Uirapuru Superior e pós graduada em Yoga pela FMU.
Meu primeiro contato com a filosofia aconteceu no período da faculdade, e pensei que além de apreciar o yoga como aluna, poderia passar adiante essa filosofia de vida. Ministro práticas há mais de cinco anos.
Sou vegetariana pelos animais desde então, e vejo o bem que fiz não só a eles, mas ao planeta também!

_/\_ Namaste.
Visualizar meu perfil completo

SEGUIDORES