Um mergulho no silêncio

Postado por Mariana Monteiro da Silva terça-feira, 31 de julho de 2012


Esvaziar a mente e conectar-se com o eu interior requer disciplina e força de vontade.

Por que é tão difícil aquietar a mente? 
Nas definições encontradas de meditação, uma das condições para meditar é esvaziar a mente de pensamentos e mergulhar num silêncio interior para se conectar com o universo. Porém, para a maioria das pessoas, isso não é uma tarefa fácil e requer aprendizado. O cérebro nunca para de trabalhar. Portanto, deixar as preocupações de lado e se desligar dos problemas são exercícios que exigem disciplina e força de vontade. Um dos erros mais comuns é confundir meditação com religião ou com algo que exige mudança prévia ou simultânea. Isso porque a meditação faz parte das práticas de algumas religiões, como a budista, e a ideia de monges de cabeça raspada em mosteiros é uma das mais lembradas quando se fala sobre o tema.

Todos estão aptos a aprender a meditar, independentemente de idade, sexo e formação cultural. Geralmente há aqueles que acham que nunca vão conseguir, mas acabam aprendendo rapidamente. Para quem tem dificuldade, há algumas terapias corporais e alguns exercícios que facilitam o aprendizado, como o próprio yoga e técnicas respiratórias.

O tempo e a frequência da meditação variam de acordo com cada um. Entretanto, quem medita todos os dias sente os benefícios mais rapidamente do que aquele que só o faz de vez em quando.

Há algumas âncoras, o que deve ser o foco da sua atenção, que irá lhe ajudar na sua prática como por exemplo a atenção voltada na respiração abdominal, no movimento do vai e vem do abdômen. Durante toda a técnica, mantenha o foco da atenção fora da cabeça permanecendo com toda a atenção (observação sem julgamento) no abdômen e no ritmo respiratório. Evite se mexer, se coçar, se balançar ou fazer qualquer movimento.
Se algum pensamento vier e lhe distrair, assim que perceber, calmamente, sem raiva, sem força, sem violência volte ao foco da atenção (âncora) no abdômen a na respiração.


Pratique o mais regularmente possível e evite criar expectativas e não tente interpretar quaisquer eventuais efeitos.

_/\_ Namaste

1 Responses to Um mergulho no silêncio

  1. Anônimo Says:
  2. Realmente é um pouco difícil, mas vou tentar!!!

    Pri

     

QUEM SOU EU?

Minha foto
Mariana Monteiro da Silva
Meu nome é Mariana, sou bacharel em Educação Física pela universidade Uirapuru Superior e pós graduada em Yoga pela FMU.
Meu primeiro contato com a filosofia aconteceu no período da faculdade, e pensei que além de apreciar o yoga como aluna, poderia passar adiante essa filosofia de vida. Ministro práticas há mais de cinco anos.
Sou vegetariana pelos animais desde então, e vejo o bem que fiz não só a eles, mas ao planeta também!

_/\_ Namaste.
Visualizar meu perfil completo

SEGUIDORES